Infinitas coisas para fazer depois dos 30

Fiz 30 anos. E não, não surtei nem um pouco. Uns dois dias antes eu disse pros meus amigos que precisava ir a um estúdio fazer outra tatuagem e colocar um piercing no septo nasal enquanto ainda estava nos vinte. “Depois fica meio estranho”. Bateu a preguiça e não fui, mas ainda quero fazer outras muitas tatuagens e talvez colocar um piercing se eu superar meu medo de agulhas. Acordei no dia do meu aniversário como se fosse nada, e tudo seguia igual. Eu continuo sentindo que esse mundo de adulto é um monte de gente correndo em círculos sem saber o que está acontecendo. Minhas roupas ainda têm alguma pegada adolescente e eu ainda escuto Dashboard Confessional para curar uma bad, mas só às vezes. E tudo bem. Depois que a gente cresce a gente descobre que o mundo tem muitos “pode” e “não pode” para tudo-quanto-é-coisa e que ou você desencana deles e vive sua vida ou não é feliz.

 

E foi pensando nesse pode-não-pode que eu caí que eu caí na besteira de ir atrás dessas listas de coisas para fazer antes dos 30, só para ver se a sociedade aprovava a forma como eu passei minha última década. Para minha surpresa, eu tinha sim feito a maioria dela, pelo menos na opinião da Exame. Algumas não me interessavam. Outras eu não tive a oportunidade. Mas e aí? Só porque eu troquei de faixa etária minhas chances se foram? Nunca mais vou correr uma meia maratona, guardar para a aposentadoria ou aprender a preparar drinks? É muito tarde para mim? Achei curioso que as listas de coisas para fazer depois dos 30 não são tão fartas. Será que é porque não estamos mais na idade de fazer coisas interessantes e divertidas? Pois a senhora está muito enganada, dona Exame!

 

Eu fiz muitas coisas nos últimos dez anos, é verdade. Andei de balão, viajei de mochilão pra Ásia e pela Europa e pra um monte de lugar que eu nunca nem poderia imaginar estar um dia, fiz intercâmbio, fiz amigos novos e me reaproximei de amigos velhos, fiz uma pós-graduação, fui me meter com empreendedorismo, aprendi duas línguas estrangeiras e comecei a trabalhar com algo que verdadeiramente amo. Teve bom, mas ainda tem mais por vir. Não estou nem perto de pensar em parar. E para esfregar na cara da sociedade, escrevi eu mesma uma listinha com tudo o que eu quero fazer nessa década que mal chegou, mas que já considero pacas (algo me diz que essa piada já está ficando idosa também).

  1. Comprar um violão novo e aprender a tocar dessa vez
  2. Arrumar um cantinho pra mim que não seja temporário
  3. Mais tatuagens!
  4. Escrever e publicar um livro de reportagens
  5. Ir a todos os dias de um grande festival de música (ou muitos)
  6. Fazer pelo menos uma trilha grande, dessas que duram dias
  7. Fazer mais trilhas pequenas para ter mais contato com a natureza
  8. Continuar viajando e conhecer pelo menos dois países a cada ano
  9. Fazer aulas de canto
  10. Parar de comer porcaria e com as dietas malucas. Aprender a comer comida de verdade
  11. Aprender a cozinhar melhor
  12. Guardar uma parte do que eu ganho todo mês e não gastar com viagens ou eletrônicos (é para emergências)
  13. Ver o sol nascer em alguma montanha
  14. Tirar minha permissão de mergulho
  15. Fazer uma viagem de bicicleta
  16. Fazer aulas de surf
  17. Visitar um observatório e aprender mais sobre as estrelas
  18. Ver a aurora boreal
  19. Escrever um livro de crônicas ou de ficção
  20. Me apaixonar bonito outra vez
  21. Aprender outra língua (Alemão? Francês? Árabe?)
  22. Ir a uma praia de nudismo e nadar sem roupa
  23. Aprender sobre investimentos e planejamento financeiro
  24. Conhecer todos os estados do Brasil
  25. Fazer um mochilão na África
  26. Ler um livro de cada país do mundo (17/199)
  27. Praticar atividade física regularmente (ou seja, voltar para a ioga)
  28. Parar de tomar pílula
  29. Desenvolver mais autoconfiança
  30. Escrever mais

2 Comments

  1. Excelente, em especial, o item 26.
    INclusive você poderia fazer um listagem de quais livros de outros países você recomendaria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

© 2018 Oxford Comma

Theme by Anders NorenUp ↑