Assim que eu resolvi que iria reacender meu relacionamento com a música, eu baixei e instalei o Spotify em todos os meus dispositivos. Eu já tinha tentado usar o aplicativo antes, mas nosso entrosamento não foi dos melhores no início. Exigiu alguma persistência até que a gente se entendesse e eu passei alguns dias apanhando até eu descobrir que minha conta foi registrada em Buenos Aires e que, por isso, o uso do serviço no Brasil era limitado. Bastou trocar a nacionalidade para que as coisas corressem mais macias entre nós.

Eu logo me inscrevi em diversas playlists que pareceram interessantes, ávida por relembrar romances musicais antigos e descobrir novos. Essa música foi uma das primeiras que o Spotify me apresentou e uma das primeiras a balançar meu coração. Já na primeira vez que escutei, inclui na minha lista de favoritas e ainda sinto uma alegriazinha surgir toda vez que os acordes iniciais chegam aos meus ouvidos. Espero que gostem!

Lay me on my back a little and put my hat on my head
I want to sleep out with the stars, not in the dark with the dead
When I’m ready I’ll give you the sign, you can gather me up like a quilt
Tell my mother I tried, tell my cousin I lied; I was holding your hand out of guilt

They never paid my way – I bought it
I never stole your heart – I sought it
I never knew my place anyway

Cover me up with a thousand whispers and shuffle me into the night
Whistle and hum to the traffic rum, calling us closer to the edge of the light
Tell me tales that win my faith and be my champion of dreams
I don’t want to forget the day I left for America and things came apart at the seams

– Left for America, Ciaran Lavery